Design Living

Adriano Ricci
3 min readMay 13, 2020

O Design Thinking para uma vida mais produtiva

O Design Thinking é um pensamento de ciclo que pode servir não apenas para produtos, mas para tudo na vida.

Primeiro você faz descobertas e aprende (é o tal de Discovery), depois analisa esses aprendizados para usá-los em algo prático (Definition e Ideation) e então testa o que fez para verificar o que esta funcionando e o que não está (Prototype e Test). Mas não para por ai, enquanto um produto esta sendo desenvolvido, estudos, análises, ideias e novos testes já estão sendo feitos, seja para melhoria ou para uma nova versão. Na vida não é diferente.

Mesmo antes do termo Design Thinking, seres humanos sensatos já aplicavam a sequência desses métodos. Ir desenvolvendo algo antes de estudar e analisar é sinônimo de desastre.

A questão é que nomenclaturas e ferramentas mudam rapidamente, mais importante que elas são conceitos e habilidades que desenvolvemos como seres humanos, logo, podemos usá-las em diversas áreas (habilidades cinto do Batman, como diria Murilo Gun). Habilidades como Empatia, Criatividade, Oratória, Comunicação não violenta, Finanças, Semiótica, Semântica e tantas outras que não são nada “soft” skills, demandam estudo e muito treinamento.

Mas voltando ao Design Thinking, como podemos usá-lo da melhor forma para o aprendizado e evolução do principal produto das nossas vidas: nós mesmos?

Aqui vai algumas sugestões que andei refletindo durante um tempo:

O que te move?

Primeiro descobrimos e aprendemos, certo? Sim, mas não algo de fora. Antes, para sermos mais assertivos, devemos parar para nos auto descobrirmos e analisarmos. Entender porque gostamos de algo ou não, quais atitudes nos trouxeram até aqui, o que nos incentiva e o que nos auto sabotamos.
Conforme Simon Sinek diz, comece pelo porquê. Meditação Mindfulness, Técnica do Espelho, Auto Regressão são algumas técnicas para te ajudar nisso.

Anote tudo e descubra quem você é e quem gostaria de ser.

Depois desta auto análise ai sim temos Discovery suficiente para traçar um objetivo que nos incentive a acordar todas as manhãs. Nosso Porquê! Então podemos concentrar nossos esforços para aprender conceitos e habilidades que nos façam evoluir para alcançar um objetivo maior que financeiro, material, sentimental ou espiritual. Humano.

Pratique!

Próximo passo: aprenda, pratique, invente, teste uma habilidade por vez. Repita o ciclo aprendendo outra habilidade ou um pouco mais da mesma. Anote tudo. Você perceberá que por vezes estará misturando habilidades para criar formas práticas que funcionem para você e as vezes para outros também. Talvez você possa criar um novo método para a sua profissão assim.

Mas é normal esquecer algumas práticas e conceitos no meio do caminho, por isso, depois de ter diferentes cadernos espalhados pela casa toda decidi juntar os meus aprendizados em um único lugar de fácil acesso a qualquer hora. A pouco tempo comecei a usar o Evernote (pra quem não conhece, é um site/app que você pode catalogar todas as suas anotações na nuvem separadas por cadernos, incluindo imagens, desenhos e clipping de artigos). Dessa forma posso relembrar minhas anotações facilmente. Tenho gostado bastante.

Concluindo

Então, pra resumir, aplicando “Design Living” creio que podemos evoluir mais e melhor, com mais felicidade e menos esforço no processo, aprendendo, praticando e testando continuamente habilidades humanas que te farão diferenciado em qualquer profissão. Para alcançarmos objetivos humanos.

Estou no inicio dessa jornada e te convido a entrar nessa também. Bora lá!? ;)

Obrigado pela leitura! 👊

--

--